domingo, janeiro 15, 2012

To Love...

Amar é sermos tolerantes (também)... e com esta idade ainda estou a apreender a sê-lo... nunca é tarde...



terça-feira, janeiro 10, 2012

If...



A vida é mesmo assim... se for a vontade do outro nada há a fazer... Dizia a minha avó: quando um não quer... dois não podem!


E deus... por vezes era bom que a vontade de uns e outros estivesse em concordância...

sexta-feira, janeiro 06, 2012

To die or not to die...





Frequentemente as pessoas não entendem porque gostaria de ter filhos... porque gostaria de partilhar todos os dias da minha vida com alguém... porque gostaria de ser banal quando, poucos são os que me vêem como tal.


Passo a explicar:


1- Sou banal!

2- Venho de uma família que mesmo quando alguém morre, como aconteceu hoje, não choramos apenas com a partida, lembramos a cima de tudo a presença e a sua vida.

3- Tenho um imenso coração que não posso partilhar de forma egocêntrica apenas comigo, nem de maneira egoísta, apenas com o outro.


A vida é mais... e a cada morte na minha família (que diga-se tem sido cada vez mais frequente e galopante) mais clara fica a minha visão de que para sermos humanos temos de nos dar... ao outro... aos outros... para que um dia também nos recordem entre choro e riso.