quarta-feira, novembro 10, 2010

Assim andamos


"Procede deste modo, caro Lucílio: reclama o direito de dispores de ti, concentra e aproveita todo o tempo que até agora te era roubado, te era subtraído, que te fugia das mãos. Convence-te de que as coisas são tal como as descrevo: uma parte do tempo é-nos tomada, outra parte vai-se sem darmos por isso, outra deixamo-la escapar. Mas o pior de tudo é o tempo desperdiçado por negligência. Se bem reparares, durante grande parte da vida agimos mal, durante a maior parte não agimos nada, durante toda a vida agimos inutilmente."

Lúcio Aneu Séneca, in Cartas a Lucílio.

Andamos assim como o conselho dado por Séneca... destarte, tenho andado a dispor de mim, do meu tempo, que ainda que curto tem sido meu, todo.

Lamento assim, a distância que me tem separado de vós mas... confesso, não lamento muito... tenho tido tempo que o me faltava: ler (mais), descobrir novas sonoridades, pintar, fotografar e para preparar exposições... um dia, em breve, volto.

Até já.