terça-feira, agosto 31, 2010

Arquitectura, Design, Arte...


Juntando dois mundos que muito respeito, escrevo-vos hoje sobre Fernando Guerra. Guerra é fotógrafo de arquitectura. A sua formação, porém, é de arquitecto. O seu olhar divide-se entre dois modos distintos de construir o mundo. Por esta circunstância, ele encontra-se numa posição privilegiada para protagonizar a metamorfose do campo fotográfico que fará com que esta prática de criação de imagens se venha a identificar, em parte, com o próprio campo arquitectónico.

Como prova do seu génio, temos a Casa Baltazar: sendo irónico que uma casa minúscula como a Casa Baltasar tenha tido uma projecção mediática tão proeminente, a imagem que teve o dom de projectar esta arquitectura menor para essa enorme visibilidade foi descoberta por Fernando Guerra aquando da sua fotografia.

O potencial estava lá, é certo, e não devemos minorar a beleza "arquitéctonica liliputiana" da própria mas foi o olhar de Guerra que, entre outras imagens já antevistas, fixou em definitivo a espacialidade peculiar de um determinado ponto de vista. portanto, o gosto pelo trabalho do Fernando estende-se à sua peculiar atenção ao pormenor.

A sua obra fotográfica tornou-se expressiva de um potencial ainda inaudito na curta história da autonomia deste novo campo: a cartografia do seu arquivo tornou-se indistinguível da realidade da arquitectura portuguesa a que, naturalmente, todos os arquitectos portugueses aspiram pertencer.Independentemente da sua própria vontade, Fernando Guerra tornou-se o fazedor do império... Procurem este imperador da fotografia, e certamente a vossas esxpectativas não irão sair goradas.

2 comentários:

Luana disse...

Gostei querida Me Hate..
Beijinhos..D

Me Hate disse...

Luana,
Aqui faz-se de tudo um pouco para agradar... ;)

Beijo