segunda-feira, julho 26, 2010

Rules of Engagement. Cap. 3


Se acordas a pensar na mesma pessoa e adormeces com o mesmo pensamento: Agarra!

6 comentários:

Luana disse...

Quando acordo, estou sempre a pensar na mesma pessoa na ansiedade dos corpos adormecerem agarrados...XD

Um beijo imenso querida, Me Hate

Me Hate disse...

Luana...

A saudade do corpo do outro é algo tão belo que só é comparado pela "ansiedade" de termos a pessoa amada nos nossos braços, partilhando o sentimento, o olhar, o cheiro... ... ... Há saudade de muito disso...

Neruda soube dizê-lo melhor do que eu:

Corpo de mulher

Corpo de mulher,
brancas colinas,
coxas brancas,
assemelhas-te ao mundo no teu jeito de entrega.
O meu corpo de lavrador selvagem escava em ti
e faz saltar o filho do mais fundo da terra.
Fui só como um túnel.
De mim fugiam os pássaros,
e em mim a noite forçava a sua invasão poderosa.
Para sobreviver forjei-te como uma arma,
como uma flecha no meu arco,
como uma pedra na minha funda.
Mas desce a hora da vingança,
e eu amo-te.
Corpo de pele, de musgo,
de leite ávido e firme.
Ah, os copos do peito!
Ah, os olhos de ausência!
Ah, as rosas do púbis!
Ah, a tua voz lenta e triste!
Corpo de mulher minha, persistirei na tua graça.
Minha sede,
minha ânsia sem limite,
meu caminho indeciso!
Escuros regos onde a sede eterna continua,
e a fadiga continua,
e a dor infinita.

Luana disse...

Querida Me Hate, apaixonada por mim...E por quem nem sabe que eu existo..D

_Um beijinho querida

Me Hate disse...

Lu,

Que perda. Quando temos "mundo" para dar e não se conhece a existência ou, se prefere ignorar a mesma, a tristeza é de quem sente "mundo" mas, a infelicidade será de quem nunca irá sentir-se "mundo"!

Há efectivamente, pessoas que valorizam outras coisas... a cegueira, é uma delas!

Um beijo de força para que venham melhores dias... e eles vêm sempre! ;)

kris disse...

eu adormeço e acordo a pensar na mesma pessoa...:)

beijo

Me Hate disse...

Oh Kris e, se não estou em erro, até adormeces ao lado da pessoa em questão... E isso é, uma benção.

Não me venham com amores "psudo-modernos"... todos nós queremos, no sentido saudável da coisa, pertencer a alguém e que esse alguém nos pertença...

És uma felizarda, beijos. ;)