domingo, novembro 22, 2009

Massive...

Sem mais, uma das minhas bandas favoritas e das quais tenho melhor recordação! Ontem foi bom, hoje... não sei!


terça-feira, novembro 17, 2009

Yes I do...

Não valerá a pena dizer... porque já o fiz! I really have my mind set on you... e até "tá-se bem"!


domingo, novembro 15, 2009

Promessas e Mentiras... e depois aquilo que É mesmo MY KIND!


Atravessando sons, formas de estar, de pensar... de SENTIR!

E então... fiz uma promessa a mim mesma, só assisti a um único concerto de Depeche Mode, mas em que houve tal claridade de sentimentos, de sentimento de promessa que, passados poucos meses prometi a mim mesma que se cá viessem de novo e se tudo o que tinha imaginado não se concretizado, não voltaria a assistir a outro... Portanto, não fui ao Porto (BOA! Para mim), não fui ao de Lisboa (Boa! Para aquele(a) que "ganhou o meu bilhete... desta vez até o teria grátis...).



Depois... tudo se compôs e eu verifiquei que tinha razão... "vieram os Fleetwood Mac provarem que por mais pequena que uma mentira é nunca, é pequena demais! E tem a tal da... perna curta...



E depois, a redenção: os INXS provaram que há quem seja "our kind" e por quem temos de fazer o nosso melhor... Os tipinho dos INXS só ainda não demonstrou, que nem James Dean, como morrer bem... apenas como morrer... o que é uma pena!


segunda-feira, novembro 09, 2009

Uma ideia...


Comprou o bilhete.

Deixou tudo para trás: os seus precisos livros, os seus valiosos cd´s, a roupa que mais gostava e claro, o único amigo que ainda tinha e a família com quem ainda se dava.

Deixou tudo explicado numa carta.

Sabia escrever melhor do que falar e, para mais uma conversa iria levar a questões inevitáveis para as quais não tinha resposta.

Tinha apenas na mochila aquilo que achou que seria necessário para o frio, o calor... ah e tinha umas barras energéticas, não fosse a coisa correr mal.

Comprou um daqueles mapas mundi que só tinha visto na Fnac e um de sobrevivência que um amigo, habituado aquelas andanças havia aconselhado: cogumelos a comer, cobras a não cruzar, sítios onde comer e, lá está, podendo, lugares onde beber.

Sentia-se limpa, como nova. Calçou as botas batidas para não lhe magoar os pés e vestiu tudo em algodão para não ficar cheia de alergias.

Despediu-se de uma série de pequenas coisas que sempre fizeram parte da sua vida. Olhou uma última vez para algumas fotos e, num pequeno momento, teve vontade de as levar mas, não.

Estava pronta. Abriu a porta da rua. Entregou as chaves. Despediu-se com um forte aperto de mão daquele vizinho que sempre conheceu.

Ia chamar o táxi quando se lembrou: Bolas, desliguei o gás??????

quinta-feira, novembro 05, 2009

A Patrulha...

Sempre gostei de Snow Patrol mas hoje esta musica fez todo o sentido... mesmo no meio do caos! Sem mais...